• 41 99235-9570 / 41 99235-9540
  • 41 3324-3235
Clique aqui e
confira nossas oportunidades

Artigos marcados com a categoria: Varejo

Tendências no mercado de consumo agregam novas exigências para galpões logísticos

  • Artigo publicado em: 22 de março de 2019
  • Categorias:

As mudanças nos hábitos de consumo impactam diretamente o mercado imobiliário. Assim como a localização continua sendo o ponto determinante para a escolha de um imóvel. A grande questão é que a dinâmica dos negócios mudou, alerta a diretora comercial da DCL Real Estate, Paola Noguchi.

A implantação de uma empresa na área de varejo precisa levar em conta outras variáveis, que influenciarão diretamente o sucesso do negócio e sua capacidade para atender novas demandas. Um imóvel que esteja em uma área de zoneamento flexível, por exemplo, que permite a atuação nos setores de comércio e serviço, possibilita que a empresa abra espaço para a realização do last mile. Esta tendência cada vez mais forte no setor logístico, diz respeito à última etapa da entrega de uma mercadoria do comércio ao consumidor. “Em Curitiba, poucas regiões permitem essa possibilidade se tratando de galpões logísticos que estejam em um local de fácil e rápido acesso pelo consumidor final. Galpões bem localizados, por exemplo, podem até servir como pick-up para consumidores finais”, revela Paola.

Segundo ela, o local tem que permitir o armazenamento com infraestrutura eficiente, com carga e descarga de produtos e mercadorias, assim como uma área que permita a grande circulação de pessoas em região de fácil acesso para busca de sua encomenda. “Ser um pick-up point – ponto de retirada – reduz os custos com transporte e problemas como extravios e atrasos. Os empresários estão de olho nesse requisito”, afirma a especialista em real estate.

A DCL Real Estate possui em seu portfólio de negócios alguns imóveis que atendem essa especificação, quase todos locados ou em fase avançada de negociação. A demanda é tão crescente que um imóvel que ficará livre em março, depois de mais de 10 anos locado para o mesmo grupo, já tem fila de interessados. Ele fica próximo a Linha Verde, possui fácil acesso ao centro de Curitiba e às vias que ligam a cidade a outros estados. Quando o imóvel entrou para a carteira da DCL, seu potencial foi bem classificado, mas a dinâmica do consumo potencializou ainda mais seu valor. “Alguns podem classificar isso como sorte, mas nós acreditamos que o mercado de real estate pode revelar boas surpresas, desde que se tenha estratégia, profissionalismo e visão de mercado”, brinca a executiva.

Sobre a DCL Real Estate

A DCL Real Estate iniciou sua atuação na área de varejo com a rede de supermercados Mercadorama, em 1914. A empresa acompanhou o desenvolvimento da cidade e com a expertise adquirida passou a atuar no mercado imobiliário em 1998. A companhia busca as melhores soluções imobiliárias nos formatos locação, built to suit ou sale & lease back e investe no planejamento de soluções personalizadas, visando à eficiência nas operações, redução de custos e a garantia de geração de valor. A DCL Real Estate atende setores como logística, com galpões e condomínios logísticos; varejo, com redes, lojas e galerias; office e corporate, com escritórios e imóveis corporativos; shopping centers; e self storage, em mais de 248 mil m² de ABL. Além de administrar imóveis próprios e captar novos investimentos.

Serviço:
DCL Real Estate
dclrealestate.com.br/
(41) 3324-3234
Praça Tiradentes, 320 – 2º andar, Centro. CEP 80.020-100 – Curitiba (PR)
facebook.com/dclrealestatebrasil/
linkedin.com/company/dcl-real-estate/

Mercados de bairro se consolidam como tendência para o varejo

  • Artigo publicado em: 16 de agosto de 2018
  • Categorias:

Proximidade, ofertas especiais, qualidade do hortifrúti, das carnes e embutidos do açougue e a variedade na padaria. Esses são alguns dos pontos que cativam os consumidores nos mercados de bairro. Segundo a última pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae, em 2015, sobre os minimercados no Brasil, este é o segundo maior ramo do país em número de pequenos negócios e representa 6% do produto interno bruto (PIB) do Brasil. No setor supermercadista, os minimercados representam 35% das vendas. “Acreditamos muito no comércio de vizinhança e nossa estratégia de trabalho é em boa parte voltada para o atendimento desse segmento”, destaca Tiago Bocchi, proprietário do Comercial Bocchi, distribuidor atacadista que atende supermercados, mercearias, panificadoras, lojas de conveniência e os setores de food service e hotelaria.

Tiago observa que a evolução da atitude empresarial dos mercados de bairro é nítida e o segmento tem se estruturado cada vez mais para melhorar a comercialização dos produtos e o atendimento ao público. O objetivo é que o consumidor encontre o que precisa com preços atrativos e se sinta à vontade, além de minimizar o impacto das novas tecnologias e a mudança de estratégia dos grandes players. “Como extensão da indústria, temos o papel de auxiliar nossos clientes a entender e atender as novas demandas, fortalecendo-os e permitindo que tenham acesso a marcas importantes e condições comerciais para obter lucro. Acreditamos que o empreendedorismo e a expertise empresarial do pequeno varejista é a sua grande fortaleza”, acrescenta o empresário.

Desempenho positivo dos mercados de bairro gera investimento no mercado imobiliário

Um reflexo do crescimento desse nicho do mercado varejista é a ampliação da Bocchi. Há quase 20 anos em um imóvel da DCL Real Estate, a empresa se prepara  no próximo ano realizar o sonho de ter um imóvel próprio. O empresário projetou a nova sede com foco na eficiência logística, estrutura de armazenagem e movimentação adequadas ao seu tipo de atividade a exemplo do galpão que ocupa hoje na Vila Hauer. Estar em um local com canais de escoamento rápido para bairros periféricos e região metropolitana fez parte dos acertos do empresário.

Para o Tiago, optar pela locação do imóvel no início de sua atuação foi importante para a estruturação da Bocchi. Os recursos que seriam utilizados para construir a sede foram direcionados para aumentar os estoques, investir na diversificação do mix de produtos e expandir a área de atuação.

Prospectar tendência do mercado varejista para alcançar excelência nos negócios

Além do imóvel na Vila Hauer, estudo realizados pela DCL mostram que em Pinhais há uma grande oportunidade para o crescimento desses mercados de bairro. A empresa possui uma área ideal para a instalação de um supermercado de médio porte. A ideia é realizar a construção sob medida, modalidade mais conhecida como Built to Suit. “Nós buscamos oferecer as melhores soluções para que os nossos clientes cresçam de maneira sólida e consistente. Vamos além da relação comercial na locação de um imóvel: dividimos nossa expertise. Presenciar este passo importante para a Bocchi, por exemplo, traz a tona nossa orgulhosa herança de servir melhor e reforça nosso compromisso com a eficiência e a geração de valor nos negócios”, Paola Noguchi, diretora executiva da DCL Real Estate.

mercados de bairro

Sobre a DCL Real Estate

A DCL Real Estate iniciou sua atuação na área de varejo com a rede de supermercados Mercadorama, em 1914. A empresa acompanhou o desenvolvimento da cidade e com a expertise adquirida passou a atuar no mercado imobiliário em 1998. A companhia busca as melhores soluções imobiliárias nos formatos locação, built to suit ou sale & lease back e investe no planejamento de soluções personalizadas, visando à eficiência nas operações, redução de custos e a garantia de geração de valor. A DCL Real Estate atende setores como logística, com galpões e condomínios logísticos; varejo, com redes, lojas e galerias; office e corporate, com escritórios e imóveis corporativos; shopping centers; e self storage, em mais de 248 mil m² de ABL. Além de administrar imóveis próprios e captar novos investimentos.

Serviço:
DCL Real Estate
dclrealestate.com.br/
(41) 3324-3234
Praça Tiradentes, 320 – 2º andar, Centro. CEP 80.020-100 – Curitiba (PR)
facebook.com/dclrealestatebrasil/
linkedin.com/company/dcl-real-estate/

Google Pay é lançado no Brasil

  • Artigo publicado em: 16 de março de 2018
  • Categorias:

Confira tudo sobre o Google Pay – serviço lançado para otimizar compras em lojas físicas e virtuais.

O mercado varejista precisa acompanhar as tendências e inovações digitais que geram experiências de compra cada vez mais rápidas e personalizadas. Uma boa dica é ficar atento às novidades de empresas tecnológicas, que estão sempre atentas às demandas dos compradores de todo o mundo. No final de fevereiro, a Google lançou no Brasil o Google Pay. O sistema que permite fazer pagamentos em lojas, aplicativos e sites com a proposta de facilitar o processo de compra e garantir mais segurança para vendedor e comprador.  O novo serviço unifica e substitui o Pagar com Google e o Android Pay. Veja como funciona:

Carteira digital

Com o Google Pay, o usuário pode cadastrar seus cartões de débito e crédito, visualizar o histórico de compras, encontrar lojas mais próximas e participar de programas de fidelidade e recompensas. É possível até receber alerta de promoções.

Pagamento

O Google Pay funciona por aproximação. Basta desbloquear o celular e aproximá-lo da máquina de cartão que tenha suporte para a tecnologia NFC.

Segurança

O Google Pay tem um avançado sistema de proteção integrado. Quando o cliente faz pagamentos em lojas, o aplicativo compartilha um número criptografado com o comerciante em vez dos dados reais do cartão.

Para os lojistas

A Google afirma que não vai cobrar nenhuma taxa de lojistas e clientes. O sistema também é compatível com processadores de pagamento como Adyen, EBANX, Paysafe e Worldpay.

Acompanhe nosso blog e conheça nossas soluções em real estate para o setor varejista. Já somos parceiros de empresas como Walmart, PETZ e Kalunga. Temos uma oportunidade especial esperando por você!

Fique por dentro das nossas oportunidades.

Cadastre-se e receba nossas newsletters.