• 41 99235-9570 / 41 99235-9540
  • 41 3324-3235
Clique aqui e
confira nossas oportunidades

Construção pode voltar a crescer no ritmo de 2011, aponta FGV

  • Artigo publicado em: 9 de junho de 2014
  • Categorias:

O crescimento do setor da construção pode voltar ao ritmo visto durante o maior período de expansão do setor, avaliou a coordenadora de projetos da construção da FGV, Ana Maria Castelo. Na avaliação da pesquisadora, o setor enfrenta hoje um momento de cautela, mas ela avalia que é algo “conjuntural”.

Em estudo apresentado em São Paulo, a FGV analisou os três anos que marcaram forte crescimento do setor, de 2008 a 2011. No período, o PIB brasileiro cresceu 16% e o da construção teve expansão de 37%. Já no primeiro trimestre de 2014, quando o PIB brasileiro cresceu 0,2% na comparação com o mesmo período do ano anterior, a construção recuou 2,3%.

Ana Maria considerou que novas desonerações de tributos poderiam ser um caminho para retomar o crescimento. No estudo, a FGV calculou que os impostos que incidem na cadeia da construção cresceram 6,72% ao ano durante os três anos analisados, apesar de algumas desonerações. Houve queda apenas nos tributos incidentes sobre materiais de construção, que receberam desoneração, mas alta no restante da cadeia.

Fonte: Gazeta do Povo

Estudo global Shopping Centre Development

  • Artigo publicado em: 2 de junho de 2014
  • Categorias:

De acordo com o novo estudo global publicado pela Cushman & Wakefield (C&W), o Global Shopping Centre Development, a tendência na promoção de centros comerciais é positiva em todo o mundo. Apesar de alguns mercados emergentes registrarem um abrandamento, entre 2014 e 2016, são esperadas aberturas significativas de centros comerciais em países emergentes como Brasil, Rússia, Índia e China.

Em 2012 e 2013, mais de 1.650 novos centros comerciais foram concluídos nos mercados analisados. Esses imóveis representam 63,9 milhões de metros quadrados de área bruta locável (ABL), 7% do espaço comercial existente. EUA, Rússia, Brasil, México, Índia e China foram os países que inauguraram mais centros comerciais. Só no continente americano foram concluídos mais de 1.000 desles.

As aberturas previstas para 2014 totalizam 38,3 milhões m², divididos por 1.134 novos centros comerciais. A Ásia lidera em termos de ABL, com previsão de abertura de 22 milhões m² na região. Para os próximos três anos, haverá inauguração de mais de 53,3 milhões m² ABL, quase cinco vezes mais que os EUA, que segue no ranking.

Relativamente, o investimento global em centros comerciais foi moderado em 2013 e começou forte em 2014, com transações que totalizam US$ 37,9 mil milhões no primeiro trimestre. Esse valor representa um crescimento de 42% em relação ao mesmo período do ano passado. Os países que lideram esta tendência são os EUA e a Índia.

 

Fonte: Cushman & Wakefield

Maior acionista do Carrefour

  • Artigo publicado em: 26 de maio de 2014
  • Categorias:

O empresário Abilio Diniz se tornou o quarto maior acionista do grupo francês Carrefour após compra de ações na Bolsa de Paris nos últimos meses. Segundo reportagem do Valor Econômico, Abilio ampliou sua participação acionária no grupo de 1% a uma taxa que varia de 2% a quase 3%.

Citando fontes do mercado, o jornal afirma que as transações, que envolveriam três bancos europeus, movimentaram entre € 200 milhões e € 500 milhões.

Há três anos, quando era dono do Grupo Pão de Açúcar, Abilio apoiou a fusão do grupo com o Carrefour, mas a operação foi rechaçada pelo Casino. De acordo com o jornal, Goerges Plassat, presidente mundial do Carrefour, tem interesse de que Abilio seja o principal gestor da operação da rede no país.

Com a retirada da cláusula de “no-compete” do acordo assinado após a saída do empresário do conselho do GPA, Abilio obteve direito de ter sociedades no varejo.

Fonte: Exame

Fique por dentro das nossas oportunidades.

Cadastre-se e receba nossas newsletters.